Programa

P

O programa e sua dinâmica

A construção da noção de Organização Ordinária dos Saberes Socialmente Oprimidos (O²S²O) segue uma fundamentação negativa, segundo a tradição filosófica: quer se negar enquanto conceito, posto que o que revela deve ser apagado.

O foco está em cartografar, reunir, organizar, analisar, discutir, experimentar e visibilizar teorias, métodos, práticas, processos, produtos, equipes e instituições orientados para os estudos críticos em organização do conhecimento.

As demarcações de hierarquias e de distinções representadas por instrumentos históricos de organização do conhecimento podem ser reconhecidas como uma identidade, o espelhamento do mundo social. Logo, essa é a fratura, a ferida, o avesso da justiça social que faz com que a noção, em busca do delírio conceitual, enquanto O²S²O, viva na procura de seu silêncio.

O programa geral do Observatório das teorias críticas em Organização do Conhecimento nasce, pois, porque existem as desigualdades, antes das diferenças conquistarem sua liberdade semântica.

 

A noção de "oprimido" de Paulo Freire lança a luta que pressupõe o caminho teórico contrário: as classificações fundam as distinções, as divisões, as hierarquizações. Logo, a luta social é uma luta com e contra as classificações dadas. 

O advérbio "socialmente" fundamenta a construção social das práticas da linguagem: o discurso em sua vida inconclusa no dia que se segue.

A ideia por trás dos "saberes" estabelece a margem e o leito: a dimensão terceira é a diversidade, a abertura para a alteridade, o dilema do outro no meu sorriso falho.

A primitividade do adjetivo "ordinário" é de fundo wittgensteiniano: dizer o dito do outro... compreender o mundo pela língua impressionantemente bela e misteriosa daquele que nos fala...

A "organização" é o que diz não ser: a plena e sumária desordem em luta, o grande combate em busca da hegemonia opressora. 

É aqui, nesse front, onde se estabelece a matriz O²S²O e se cria a teia ocular de um observatório, os satélites em órbita, a admirar a miséria finita e em breve decantável de nossa condição pré-classificada. 

© 2018 - Ecce Liber: filosofia, linguagem e organização dos saberes

Centro de Estudos Avançados em Ciência da Informação e Inovação (CENACIN - IBICT)

CAPES - CNPq - FAPERJ